Postagens

Postagem em destaque

FÉRIAS

Imagem
Férias é tempo de parar, descansar, fazer o que gosta... principalmente e melhor, na “hora que der na telha”!
Acredito que uma das melhores coisas nas férias de um paulistano é não ter horário. Simples assim! Pois, estar na urbe é ser pró-ativo, produtivo e como se diz por aqui, manter “a correria”...
Férias pra mim é sempre uma oportunidade de aprender mais, crescer, rever e reafirmar as prioridades da minha jornada. 

No dia a dia deveríamos ter tempo para orar, refletir, meditar, planejar, mas, nem sempre é assim; especialmente se aderimos aos hábitos das cidades e das imposições tecnológicas cada vez mais repletas de distrações e enganos. 

Ainda bem que para urbanóides e outros “seres conectados” as férias chegam e com ela algumas alternativas.
Férias é um tempo para investir e continuar aprendendo sobre meus temas prediletos; por exemplo: 1.Oração 2.Família 3.Palavra de Deus 4.Igreja 5.Missão 6.Futebol 7.E, outros destes associados, como: amizade, música, serviço, liderança, etc.
Enfim, féri…

Parábolas de JESUS

Imagem
Jesus gostava de falar por parábolas. Parábolas eram histórias breves (algumas poucas mais longas) que tinham conteúdo alegórico, utilizadas nas pregações e sermões de Jesus com a finalidade de transmitirem ensinamento. Um terço do que Jesus disse foi em forma de parábolas. São cerca de 40 histórias contadas nos evangelhos. Ele era realmente um bom contador de histórias.
Jesus ministrava suas mensagens com facilidade em todos os níveis sociais. Ele tinha conhecimento das mais diversas áreas da sociedade e sabia quais eram as suas necessidades. Conhecia os religiosos fariseus e os peritos na lei. Por meio de suas parábolas Jesus levou aos seus ouvintes a mensagem de salvação, conclamava a se arrependerem e a crerem. Aos que o seguiam, desafiava-os a porem a fé em prática, exortando seus seguidores à vigilância. 

Jesus ensinou acerca do amor, da graça, da misericórdia de Deus, do Reino dos Céus e o seu governo. Também falou do novo padrão de vida que deve caracterizar discípulos, a realid…

20 ANOS DEPOIS

Imagem
“Jamais seremos os mesmos”, foi a conclusão que cheguei ainda no avião de volta para casa no Brasil.
Era fevereiro de 1997, o grupo de amigos (“fominhas de bola”, mas desejosos de compartilhar o amor do Pai) partiu para um “tour” inimaginável do outro lado do mundo (literalmente).
Chegamos na cidade de Cebu, nas ilhas Filipinas, atordoados com as 36 horas de viagem, entre voos e conexões, mas imensamente felizes por viver um sonho que envolveu e mobilizou as nossas famílias e nossa comunidade.
Vou começar a contando um pouquinho do início, ou seja, a preparação para a viagem.  
Trabalhamos juntos por cerca de um ano (1996). A Igreja (Aliança do Aeroporto) vestiu a camisa através da maioria do grupo de jovens. A denominação (ACEMBRAS) como um todo, incentivou e orou. Mas creio que foi o DNA missional transcultural da família Aliança que mais nos inspirou e encorajou para que tudo acontecesse. Especialmente, na pessoa de nosso amigo e mentor: “Davizinho” (Manske) que sempre teve “os remo…

Servindo ao Senhor com ALEGRIA

Imagem
Por ter ousado pregar a Cristo como verdadeiro rei e não César, Paulo estava na prisão, possivelmente em Roma, e se deparava com a perspectiva real de execução (1.13-14, 21). Sua carta começa com uma oração de grande alegria pelo fato de que os filipenses não o ignoraram ou abandonaram seu apóstolo aprisionado, mas permaneceram solidários com ele.
Esta solidariedade é descrita no grego como “koinonia”, a palavra que frequentemente é traduzida por “comunhão” ou “parceria”. A comunhão que os crentes de Filipos tiveram com Paulo não foi uma xícara de chá após o culto ou uma noite agradável de estudo bíblico. Os filipenses e Paulo eram juntos, participantes da graça de Deus por meio de Jesus Cristo (Fp. 1.7). À semelhança de Paulo, eles estavam aguardando o dia de Cristo, quando por sua morte e ressurreição, eles seriam puros e inculpáveis, cheios do fruto de justiça (1.9-11; 3.8-10). Deus começara uma boa obra neles e levaria até o fim (1.6).  
Esse foi o evangelho que os filipenses ouvir…

O Extraordinário Caminho da Fé

Imagem
Nesta fascinante história (Gn. 22.1-14) de fé, sacrifício, confiança e entrega, vejo as características de um homem de Deus que não pediu a Abraão nada que não exigisse de Si mesmo.
Por ser tão importante, não resisto a ideia de compartilhar com você três poderosas verdades aqui exemplificadas sobre o nosso Deus.
Deus Pai mostrou-nos como viver quando entregou seu Filho por nós. Nove meses antes daquela noite prodigiosa em Belém, o Pai enviou seu Filho. Cristo deixou voluntariamente seu trono de absoluto poder no céu, pôs de lado o uso da sua autoridade divina, e se tornou um infante indefeso. Como ser humano, sujeito a todas as dores, sofrimentos e limitações que nos afetam a todos, ele amadureceria, aprenderia, ministraria, sofreria e morreria. Se o Pai estava disposto a entregar seu próprio Filho por nós, o que poderia ser tão mais precioso para nós?
Deus Filho nos mostrou como morrer quando se entregou ao Pai.  A obediência serena de Isaque ao pai ilustra isso muito bem. Ele se entr…

Ore pelas CRIANÇAS

Imagem
Um mutirão de oração. Como assim?
______________________________________________________________________________

Acontece no primeiro fim de semana de junho (2, 3 e 4) o 22º Mutirão de Oração pelas Crianças Socialmente Vulneráveis.  Trata-se de um esforço espiritual amplo de cristãos de vários países em favor das crianças que vivem em situações de grande risco social.

Realizado no Brasil pela Rede Mãos Dadas, com o apoio da Editora Ultimato, o Mutirão de Oração reúne inúmeras igrejas, organizações e pessoas de todas as idades, de pelo menos 50 nacionalidades diferentes. Confira os recursos disponíveis e as possibilidades de também participar e mobilizar, de maneira especial, o maior número de pessoas para orar pelas crianças e adolescentes que mais sofrem ao redor do mundo.

Fonte: Ultimato Editora

O Coração da Mensagem que Transforma o Seu Coração

Imagem
A nova série de Mensagens da Igreja Aliança do Aeroporto é um convite à alegria e liberdade por meio do conhecimento da Mensagem transformadora de Paulo aos Gálatas. Estas bênçãos do Evangelho, no capítulo 5, verso 13, ele a resume assim: 
“Irmãos, vocês foram chamados para a liberdade... sirvam uns aos outros mediante o amor”.
É a oportunidade para se perguntar: Como está meu coração? Sinto-me livre para amar e ser amado? Sou capaz de servir com satisfação e segurança certo de que Deus planejou isso para minha realização e Seu propósito?
“O Evangelho é abecedário (completo) da vida cristã. Ele não é apenas a maneira pela qual se entra no reino; ele é a maneira pela qual se vive na condição de participante do reino... O Evangelho – a mensagem de que somos piores do que jamais ousamos acreditar, porém, mais amados e aceitos do que jamais ousamos esperar – cria uma nova dinâmica radical de crescimento pessoal, para a obediência e para o amor” (Timothy Keller).
Vivemos em tempos de tremenda …